Capitã Marvel: Tudo o que você precisa saber - Sensei Cachaça

Destaques

Sensei Cachaça

Games, Animes, Notícias, investimento e humor garantido!!

sábado, 25 de agosto de 2018

Capitã Marvel: Tudo o que você precisa saber




Atenção, pode conter spoilers! 
Se ainda não assistiu o filme Vingadores: Guerra Infinita, não continue!


.
.
.
.
.


 Como todos já sabem, no final de Vingadores Guerra Infinita vemos a cena onde Fury manda um alerta para a Capitã Marvel através de um bip, mas quem é a Capitã Marvel afinal?
A Capitã Marvel é um dos personagens mais poderosos do universo da Marvel e vamos explicar.


Tudo bem... Ela é um mulherão da p**** e bla, bla, mas afinal, quem é Carol Danvers?

 Carol se alistou no exército aos 18 anos para poder pagar a universidade, e foi subindo na carreira até chegar ao título de Major. Danvers trabalhou também na CIA e na NASA, em prol da defesa e segurança nacional.
 Seu talento como jornalista também merece destaque. Carol foi editora na revista feminina do mesmo grupo editorial do Daily Bugle (o jornal do nosso querido Peter Parker).

 As discussões de Carol com seu chefe, J. Jonah Jameson, eram realmente épicas devido aos pontos de vista totalmente diferentes. Danvers promoveu uma mudança de direção na revista rumo ao feminismo, com foco na carreira das mulheres.

 Antes de mais nada, ela é uma personagem muito importante por conta de seu feminismo.

 Carol Danvers foi introduzida nos quadrinhos em 1968 por Roy Thomas e Gene Colan, mas foi Gerry Conway que levou a super-heroína a outro nível. Foi Conway quem deu a Danvers o nome de Ms. Marvel em 1977, e isso tem um grande significado histórico.

 No final da década de 70, a utilização de “Ms.” estava a ganhar popularidade como substituição aos tradicionais “Miss” ou “Mrs.”. Estas duas formas mais comuns referem o estado civil da mulher em causa: Miss para solteiras, Mrs. para casadas. “Ms.” era assim a alternativa usada pelas mulheres independentes da época.
 Ao utilizar a palavra Ms., Conway tomou a decisão de associar a heroína ao feminismo e sua decisão foi consciente. O autor assumiu que a história de Carol seria para representar “consciência elevada, auto-libertação e identidade”.
 A ideia da Capitã Marvel como ícone feminista é algo que perdura até os dias de hoje. A atriz escalada para viver a personagem(Brie Larson) mostrou seu entusiasmo pelo empoderamento das mulheres:
 “Eu acho muito legal ver uma menina em um traje de Batman ou Homem-Aranha, mas estou verdadeiramente entusiasmada que exista um símbolo das mulheres. Eu penso que isso é realmente importante.”


Milhares de codinomes



 Primeiro, Carol foi conhecida por muito tempo como Ms. Marvel: Ela apareceu como Major Carol Danvers da Força aérea dos Estados Unidos da América e só depois assumiu a identidade de Ms. Marvel.
 Depois, assumiu o nome de Binária quando se transformou em uma entidade intergalática. Depois, ao perder suas capacidades cósmicas, começou a utilizar o nome de Warbird.
 Carol volta a utilizar seu famoso nome com Ms. Marvel até finalmente assumir o nome de seu mentor(adaptando para o feminino): Capitã Marvel.




Seu mentor

 Os Krees são uma raça alienígena de humanoides cujo império alcança vários sistemas planetários. Sua atenção se voltou para a Terra após uma de suas sentinelas e Ronan, o Acusador, terem sido derrotados pelo Quarteto Fantástico. A presença de pessoas com super-poderes fez com que a Terra se tornasse um ponto de interesse para o Império, que mobilizou um plano de invasão e espionagem.
 Um dos agentes escolhidos para essa missão foi Mar-Vell, um jovem capitão Kree de pele rosa (diferente da maioria étnica que possui pele azul) já consagrado herói de guerra. Ele foi enviado à Terra em uma nave juntamente de sua amada Una, uma enfermeira, e Yon-Rogg, seu comandante que amava Una e odiava Mar-Vell. 
 Ao chegar na Terra, Mar-Vell assumiu a identidade de Walter Lawson, um cientista real que havia morrido recentemente. Representando esse papel, Mar-Vell trabalhou em uma base de lançamentos de foguetes, onde poderia observar o desenvolvimento de viagens espaciais da humanidade. Também foi onde conheceu Carol Danvers, a chefe de segurança e futuro interesse amoroso.



Até aí, tudo bem.. Mas afinal, como ela conseguiu os poderes?

Vamos lá!

 A base também abrigava a sentinela kree abatida pelo Quarteto Fantástico, guardada para estudos. Yon-Rogg, percebendo que isso seria uma ótima oportunidade de eliminar seu rival, reativou a sentinela de dentro de sua nave. A sentinela começou a destruir a base de lançamentos e Mar-Vell foi obrigado a assumir sua forma verdadeira, com o uniforme kree, para poder combater o robô.
 Em um dos esquemas de Yon-Rogg para atingir Mar-Vell, o vilão sequestrou Carol Denvers e a acorrentou a uma bomba radioativa kree. A luta entre Mar-Vell e Yon-Rogg terminou mal para o vilão, que morreu após a explosão de um aparelho. Entretanto, apesar dessa vitória, Mar-Vell não conseguiu evitar a explosão da bomba que Danvers estava presa. Conseguiu apenas se colocar entre ela e a bomba.
 Denvers foi irradiada pela bomba, que misturou seu DNA ao de Mar-Vell, concedendo-lhe poderes similares ao do herói. Após certo tempo, ela também começou a empregar seus poderes para ajudar a humanidade. Assumindo a alcunha de Ms. Marvel e iniciou uma extensa carreira como super-heroína. Anos mais tarde, seria ela que herdaria o título de Mar-vell, e passaria a se chamar Capitã Marvel.



Bom, agora que já sabemos um pouco sobre a origem, vamos aos fatos.

Poderes

A Capitã Marvel possui:
Superforça
Super resistência
Resistência à maioria das toxinas e venenos
Indestrutibilidade
Excelência no combate corpo-a-corpo
Voo (ultrapassa a velocidade do som)
Habilidade psíquicas
Absorção e manipulação de energia
Explosões fotônicas
Quando Carol adotou o codinome Binária, seus poderes eram ainda mais impressionantes. A super-heroína conseguia sobreviver no espaço e alcançar o poder de um buraco branco, uma fonte de poder cósmico. A identidade Binária deu origem a uma Carol Danvers extraordinariamente mais poderosa, expandindo os seus superpoderes.
Em condições extremas, já foi provado que a Capitã Marvel consegue alcançar seus poderes cósmicos de Binária.




Agora que já sabemos um pouco sobre ela, tenho certeza que está ansioso para ver ela em ação, não é?

Sim, claro, mas por que Thanos deveria temer ela?
Bom, falando do filme da Capitã, a ambientação será na década de 1990, muito antes da Iniciativa Vingadores ser ativada. O que nos leva a pergunta, onde ela estava esse tempo todo? 
A teoria é que Carol esteja fora da Terra, porém havia deixado combinado com Nick Fury que retornaria caso ele precisasse de ajuda. Bem, isto nos leva a cena pós-crédito de Guerra Infinita. O diretor da Shield não a chamaria por pouca coisa.
Caso isso realmente aconteça, o retorno de Carol Danvers possivelmente fará dela a personagem mais poderosa do Universo Cinematográfico Marvel. Mais poderosa até mesmo que Thor. Pensa, se o Deus do Trovão já conseguiu enfiar a Rompe-Tormentas no peito do Titã, o que Capitã Marvel não seria capaz de fazer com ele? O caminho que o estúdio tem trilhado até o momento leva a esta conclusão. Tanto pelos personagens como pela própria história desenvolvida. Além, claro, das diversas declarações dos produtores a respeito do futuro o universo no cinema. Portanto, a heroína pode até não ser a própria pessoa que acabará com Thanos, mas sua parecença será essencial para a vitória dos heróis.





Enquanto não liberam nenhum trailer, confira o trailer feito pelo canal TeaserPro:




Capitã Marvel tem estreia prevista para 2019.


Fonte: aficionados.com.br, fatosdesconhecidos.com.br

Nenhum comentário:

Postar um comentário